O verde é a côr da esperança e eu espero um dia vir a alcançar a plenitude da felicidade, isto é, se realmente isso existir......
publicado por verdinha | Quarta-feira, 03 Dezembro , 2008, 13:53

Bem ao fim de algum tempo cá estou de novo. Tenho tido vontade de escrever mas nem sei bem o quê.Quanto ao assunto do ultimo post, só tenho a dizer que as coisas estão a melhorar um cadito. O meu gajo além de ter corrido bem a tal reunião também já se enfiou de cabeça no novo projecto. Foi tudo muito rápido e da maneira que ele queria, agora é só esperar para começar a ver resultados e parece-me que não vão tardar....quanto a mim continua tudo igual...nada de novidades acerca de nada, só me dizem para ter calma e esperar.... e eu vou esperando e desesperando.....

Bem mas estamos numa quadra que se presume de felicidade e vou deixar de estar neste estado semi-depressivo, vou deixar que 2008 acabe calmamente e torno a deprimir-me só em 2009......... ao menos faço um pequeno intervalo...

Tem estado um frio que não se aguenta. Eu fico gelada neste escritório desde que entro e piora muito até que saio, até de casaco tenho que trabalhar!!!!Parece incrível mas numa empresa de montagem de aquecimento central e ar condicionado não há nenhuma máquina que aqueça este espaço gelado. Como os patrões nunca cá estão quem se lixa sou eu que tenho que aguentar. Já por diversas vezes mencionei esse pormenor (grande por sinal) e parece que fazem orelhas moucas.Saio daqui a tremer toda completamente. Apenas tem uma coisa de bom, é que da maneira que fico gelada o corpo até encolhe e até pareço mais magra...ihihihihih.

Já estive a fazer a minha lista de compras para o natal....a lista a engordar e a carteira e ficar mais vazia......o que vale é que o convívio e as férias que tenho nessa altura fazem esquecer a conta bancária.

Este fim-de-semana quero deixar tudo prontinho, ficando depois só a faltar alguns pormenores que claro como é tradição ficam para o fim, ou seja para dia 24 à tarde.

É incrível como na minha família por mais que se façam planos atempadamente, há sempre alguma coisa para a última hora.....quer dizer na maior parte das vezes fica mesmo um montão de coisas, mas tradições familiares são tradições familiares e parece mal quebrar....

Agora vou fingir que faço alguma coisa, vou inventar algo para me entreter até hora de saída. 

 

sinto-me: gelada, geladinha

publicado por verdinha | Quarta-feira, 05 Novembro , 2008, 14:08

O titulo hoje está forte mas acreditem que esta frase nem é bem aquilo que me apetecia expressar, apetecia-me dizer muito pior, mas como alguém mais sensível pode vir aqui ter, mais vale resguardar um pouco as vistas de alguém mais púdico ou inocente.

Por esta altura a minha vida já devia estar organizada a nível pessoal e profissional e pronta a caminhar para uma nova etapa, mas não.....ainda tou a tentar dar novos passos em tudo.Quer dizer mais ou menos em tudo.A nível pessoal tá tudo estável, só falta acertar datas de começar a vida a dois, mas a nível profissiona resolvi-me de uma vez por todas a mudar.Onde estou agora não me satisfaz em nada. Nem em tarefas, nem em espaço físico, nem a nível monetário....nada de nada!!!!!!

Mas não bastasse eu estar assim tenho também o meu pingarelho(que é como quem diz o meu amor) exactamente no mesmo estado. Estamos os dois tão em sintonia que até nisto resolvemos estar do mesmo modo.

Já pusemos pés ao caminho mas a minha resposta talvez demore ainda uns bons meses para chegar, isto é, se chegar. Já a dele está mais próxima. Até ao fim deste ano se tudo correr bem ele já deve estar despachado, e espero bem que sim, pois a situação dele começa a pô-lo impaciente.

Para além disto nos deixar um cadito mal profissionalmente, é claro que esta situação está a atrasar em muito os nossos planos pessoais.Não que já estejamos a ficar fora do prazo, mas para lá caminhamos. Eu já estou a caminho dos 30 (pronto ainda faltam 2 anos e qualquer coisa, mas já tou próxima) e ele já está a ir para os 33.

Embora eu saiba que comparando esta situação com a de algumas pessoas, ainda somos novos, ou então, temos que agradecer por efectivamente termos emprego, mas queremos sempre o melhor para nós e neste momento não nos sentimos felizes e minimamente realizados e isso também é importantíssimo.

Mas, tal como ele diz, ao menos temo-nos um ao outro para ir desabafando e deitando as pequenas frustações, senão, se tivessemos que engolir em seco era ainda pior. Do mal o menor. Assim pelo menos temos o apoio um do outro, que é sincero, e sabemos que se por algum motivo estivermos a agir mal ou a ser exagerados, o outro logo abrirá os olhos, e não levamos aquelas palmadinhas nas costas a dizer para irmos em frente só para nos fazerem o gosto dos sorrisinhos e no fim vemo-nos ainda piores, caso corra mal, e sem ninguém para ajudar, pois isto quando estamos bem tem-se muitos amigos, mas nas alturas díficeis eles costumam estar sempre ocupados, salvo algumas excepções, claro.

 

Bem depois de quase um mês de ausência venho com este testamento, mas estava a precisar de deitar cá para fora. Neste momento apetecia-me estar em casa, quentinha nos meus cobertores, abraçada a ti, mas já que não posso aproveito para vir aqui ver se me sinto mais leve um cadito.

 

Para terminar só quero desejar-te boa sorte amor para a reunião desta semana e tenho a certeza que tudo vai correr bem....vais conseguir!!!!

 


publicado por verdinha | Terça-feira, 07 Outubro , 2008, 14:28

Hoje apetece-me escrever sobre um assunto que acho no minimo "estranho" na vida em casal. Em diversos blogs que vou lendo de pessoas que são casadas, ou vivem como tal, falam em separação de dinheiros, ou seja, falam por exemplo que o ordenado de um paga as contas e depois com o ordenado do outro paga os outros gastos. Até aqui tudo bem, falando duma forma prática realmente é assim que acontece, mas o que me deixa intrigada é que falam que têm que pedir dinheiro ao outro para comprar certas coisas,  falam que compram a roupa, os sapatos, com o dinheiro do marido. Ora bem se são um casal não deveria ser o dinheiro dos dois?? Tudo bem que cada um se organiza como bem entende mas acho que estão a separar uma coisa que deveria ser conjunta. Talvez eu é que esteja mal habituada mas por exemplo na minha família, e falo dos meus pais, da minha irmã, de tios, etc, eu sempre me acostumei que o dinheiro ia para a mesma conta e daí se ia tirando como algo que é dos dois e não houvesse a conta de um e a conta de outro. Mas afinal qual o sentido que os casais de hoje em dia dão ao sentido de união? Será que é uma visão romântica querer que " o que é meu é nosso!" ? 

sinto-me:

publicado por verdinha | Terça-feira, 30 Setembro , 2008, 17:35

Quer-me parecer que Setembro é o mês da nostalgia e das "depre´s". Todos andam tristes, com aquele olhar de saudades do que já não volta....e eu não fujo à regra!! Para mim o Setembro tem um gostinho especial, faz-me lembrar os meus tempos de escola, em que a azáfama era muita de comprar livros, cadernos, mochilas, lápis....enfim tudo com aquele cherinho a novo que nos faz ter vontade de começar a escrever, escrever e sempre com a letra perfeitinha para ficar com o caderno mais organizado da turma.....(mas no meu caso verdade seja dita, que ao fim do mês aquilo já andava tudo de pernas para o ar, com coisas escritas à pressa, que ás tantas nem eu percebia o que ali era escrito, e olhem que a minha letra até era bem bonita, modéstia à parte, mas era, só que quando começava a escrever com o turbo aquilo mudava e eu escrevia uns carateres ainda por descodificar)...reencontravam-se os amigos e muitas novidades havia para contar.

O que me faz também ficar nostálgica é o facto que era nesta altura de início de aulas que havia o adeus do verão e um olá a um outono mais rigoroso, com neblinas, a temperatura a descer e as folhas a caírem. Caíam também as primeiras chuvas fracas e sopravam os primeiros ventos.

Mas o que realmente me traz um aperto no coração, e vontade de verter uma lagrimazita, é ver a reentré universitária. Olhar para os caloiros e lembrar-me de mim, daqueles velhos tempos, em que eu era feliz, em que me diverti ao máximo, em que conheci meio mundo. Foram aventuras vividas, histórias até hoje guardadas na alma, cumplicidades criadas. Se me dessem a escolher qual a etapa universitária que eu escolheria para reviver, iria ser sem dúvida alguma o meu ano de caloira. É uma sensação indiscritível, só quem tem o espírito e quem o soube viver é que consegue perceber o quão especial é este ano. Revolta-me um pouco as pessoas que se dizem anti-praxe, embora aceite que cada um tem a sua ideologia, mas sinto que essas pessoas dizem isso porque nunca tiveram quem os praxasse em condições devidas, no verdadeiro sentido da palavra praxe!! Nunca fui insultada, nunca a minha integridade física foi posta em causa, talvez consideremos que fui um pouco humilhada, pois devido ás cenas que nos obrigavam a fazer em frente a toda a academia e no meio da rua, a tudo o que nos obrigavam a dizer e a cantar, com palavras menos próprias para ouvidos castos, podemos dizer que fomos bem humilhados, mas sinceramente que venham mais humilhações dessas porque eu simplesmente ADOREI!!! Foram dias e noites fantásticas, onde nos deram a conhecer o terreno onde íamos começar a pisar, onde fizemos amizades com os nossos " doutores " e " cardeais" maléficos, onde rimos e choramos, onde aprendemos a lutar em equipa nos fantásticos confrontos entre cursos, onde simplesmente ficaram memórias gravadas para a vida!!!

Quero voltar, quero tornar a viver tudo!! Oh tempo volta para trás!!!

É um desabafo longo mas é o que neste momento me apraz dizer e acreditem que muito teria a escrever.....

 

 

 

 " E QUEM BATE PALMAS É DO MINHO.....É DO MINHO....É DO MINHOOOOOO!!! "

sinto-me:
música: Quero ser pra sempre estudante.....

publicado por verdinha | Quinta-feira, 25 Setembro , 2008, 17:12

Não me apetece escrever, não me apetece falar......só ouvir música e dar sossego à alma.....

Estou de relações cortadas com a energia....não me chateiem...quero paz!!!

 

Sei de cor cada lugar teu
atado em mim, a cada lugar meu
tento entender o rumo que a vida nos faz tomar
tento esquecer a mágoa
guardar só o que é bom de guardar

Pensa em mim protege o que eu te dou
Eu penso em ti e dou-te o que de melhor eu sou
sem ter defesas que me façam falhar
nesse lugar mais dentro
onde só chega quem não tem medo de naufragar

Fica em mim que hoje o tempo dói
como se arrancassem tudo o que já foi
e até o que virá e até o que eu sonhei
diz-me que vais guardar e abraçar
tudo o que eu te dei

Mesmo que a vida mude os nossos sentidos
e o mundo nos leve pra longe de nós
e que um dia o tempo pareça perdido
e tudo se desfaça num gesto só 

Eu vou guardar cada lugar teu
ancorado em cada lugar meu
e hoje apenas isso me faz acreditar
que eu vou chegar contigo
onde só chega quem não tem medo de naufragar

Mesmo que a vida mude os nossos sentidos
E o mundo nos leve pra longe de nós
E que um dia o tempo pareça perdido
E tudo se desfaça num gesto só

Eu vou guardar cada lugar teu
Atado em mim, a cada lugar meu
E hoje apenas isso me faz acreditar
Que eu vou chegar contigo
Onde só chega quem não tem medo de naufragar

 

 

(ponho só a letra pois isso de pôr vídeos ainda não entrou em reconhecimento na minha cabecita.....e da maneira que estou hoje é que não ia ser de certeza)

sinto-me:
música: Mafalda Veiga - Sei de cor cada lugar teu

publicado por verdinha | Segunda-feira, 22 Setembro , 2008, 11:02

Que raio de segunda-feira!!!Já não basta ter que acordar cedo para vir para o martírio de mais um dia de trabalho, ainda por cima está um temporal de meter medo!Hoje quase que tive que andar a 20km/h tal era a chuvada e o perigo nas estradas, lençois de água incriveis como já não me lembrava de ver, muito trabalho irão ter os srs. bombeiros hoje!E eu cheia de medo de conduzir, pois para além de detestar conduzir com temporais, hoje a situação agravava-se pois estava ao volante da minha recente aquisição móvel.Pois é, tenho carrinho novo e ainda sinto o coração nas mãos de o conduzir.Acho que é normal esta sensação pois toda a gente da espécie feminina que conheço revela que tem estas sensações.

Mais um f-d-s que passou a correr. E este sábado matei as saudades que tinha de ir papar a um restaurante que eu adoro, mas como a minha cara metade não gosta nada, é raro eu lá ir e quando vou parece que estou a receber uma prenda.O domingo foi chato, adormeci com um tempo abafado e um calorzinho a lembrar o verão e quando acordei chovia e trovejava que lembrava era aqueles dias de inverno passados à lareira enrolada numa mantinha.Ai que saudades que tenho disso!!

Ontem enquanto fazia zapping à procura de algo para me entreter deparei-me com a repetição do fantaástico programa mais badalado da actualidade, sim aquele mesmo que toda a gente acha estúpido, sem lógica, mas que no dia seguinte enche págs de blogs por esta blogosfera fora.O programa da semana anterior tinha sido polémico porque toda a gente achou aquele militar aberrante, e esta semana embora não tanto escandaloso também deixou muita gente de boca aberta com algumas respostas daquele merceeiro.Eu sinceramente achei que o programa apenas revelou respostas que boa parte da nossa população se respondesse com veracidade iria também acabar por igualar as afirmações feitas.Portanto não percebo tanta indignação por aquilo que ouviram. Será que a blogsfera é constituída por almas inocentes e puras??Não me parece. Parece-me mais que há quem goste de se armar em moralista mas se fossem para lá o escândalo iria ser igual.Todos nós temos no nosso íntimo pensamentos que são do mais obscuro que pode haver mas poucos têm coragem para admitir e para se lembrar deles.Outros há que apontam o dedo a quem lá foi, e os que estarão para ir, porque foram para lá expôr a vidinha a troco de dinheiro.....confesso que nisso até admiro a coragem deles, pois da maneira que sempre andamos atrás do dinheiro fácil, ao menos aqueles têm que se esforçar para o conseguir e não ficar sentados à espera que os nºs que temos num papelinho sejam iguais aos que aparecem na tv à sexta à noite. Ao menos estes podem dizer que se esforçaram para o conseguir. Só sei que escândalos aparte, vi nestes dois primeiros concorrentes o exemplo de muitos portugueses, pois como eles há imensos espalhados por este país.

Mas mudando de assunto,e para finalizar este testamento, só sei que estou cheia de sono e que numa segunda-feira e com este tempinho só me apetece dizer : " de manhã estou bem é na caminha"!!(quer dizer em dias como o de hoje, estou bem na caminha de manhã, à tarde e à noite!!).Bom dia de trabalho para todos e para mim que venha rápido as 18h!!!

sinto-me: húmida (ihihih)

publicado por verdinha | Terça-feira, 16 Setembro , 2008, 16:46

ao fim de tanto tempo acho que finalmente ganhei coragem para me lançar neste mundo dos blogs....e porquê?....ao certo não sei, mas acho que pode ser uma boa maneira de me ir entretendo nesta minha solidão laboral. tenho lido alguns blogs e penso que esta será também uma boa forma de por vezes podermos exteriorizar alguns pensamentos, que por uma razão ou outra, não o fazemos "ao vivo e a cores ".

tenho um emprego muito calmo, onde estou sozinha num escritório, onde há dias em que nem uma mosca entra e nem o telefone toca, e talvez com a criação deste blog eu veja algum do tempo morto transformado em algo, que do ponto de vista psicológico, possa  vir a tornar-se útil.

também espero que possa talvez conhecer alguns amigos virtuais, conhecer mais alguns exemplares desse que sem dúvida é o ser vivo mais complexo á face da terra - o ser humano.

o que andarei por aqui a fazer logo se verá.

 

 

p.s.: já agora desejo muita boa sorte para os meus leões mais logo........mostrem a verdadeira raça de um sportinguista!!!!

sinto-me:

mais sobre mim
Dezembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


arquivos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
subscrever feeds